VEREADOR DE SANTA BÁRBARA (GO) É PRESO POR PECULATO (VEJA O VÍDEO)

Além de levar veículo da Prefeitura para casa, vereador supostamente também estaria abastecendo o próprio carro com dinheiro do município.

O presidente da Câmara Municipal de Santa Bárbara (GO), Paulo Sérgio Batista (PHS), de 36 anos, mais conhecido como Serginho Antena, foi preso na manhã desta última terça-feira (4), suspeito de crime de peculato. Segundo a Polícia Civil, além de levar um carro do município para casa, o vereador também estaria abastecendo o próprio veículo com dinheiro da Prefeitura.

Foi após receber uma denúncia anônima, segundo o delegado Alexandre Otaviano, adjunto da Delegacia Estadual de Repressão à Crimes Contra a Administração Pública (Dercap), que a polícia descobriu a fraude.

“Nós obtivemos imagens e até mesmo recibos para comprovar que o vereador abastecia, com dinheiro do município, tanto o carro particular dele, quanto um outro veículo da Prefeitura, que pernoitava na casa dele e era usado por sua esposa”.

Até agora, a polícia já conseguiu provas de que dois abastecimentos, um no valor de R$ 100 e outro de R$ 250, foram realizados pelo casal e quitados com notas da Prefeitura. “Nós vamos agora ouvir outras testemunhas a fim de saber se isso aconteceu só essa vez ou se era prática comum no município”, relatou o adjunto da Dercap.

O delegado disse ainda que outras pessoas, entre elas, alguns funcionários do referido posto de combustíveis, serão investigadas. Além disso, afirmou que se o vereador colaborar com as investigações no interrogatório, irá solicitar a revogação da prisão temporária dele. A princípio, concluiu Alexandre Otaviano, a esposa do vereador não será indiciada.

Advogado do vereador, Cláudio Roberto Barbosa Filho, afirma que seu cliente é vítima de uma denúncia infundada, uma vez que já teria pago a conta pelos abastecimentos realizados no posto. “Eu tenho certeza que nós vamos conseguir comprovar no andamento do processo que tudo não passa de um equívoco, por conta do erro material, cometido por funcionários do posto de gasolina, e denunciado de forma precipitada por outro vereador”, relatou.