Ciro Gomes é condenado por chamar vereador de “capitãozinho do mato”

Ex candidato à Presidência Ciro Gomes

Valor da indenização por danos morais é R$ 38 mil – O candidato derrotado à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar uma indenização de R$ 38 mil ao vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM), por tê-lo chamado de “capitãozinho do mato” durante uma entrevista.

“Imagina, esse Fernando Holiday aqui. O capitãozinho do mato, porque é a pior coisa que tem é um negro que é usado pelo preconceito para estigmatizar, que era o capitão do mato do passado”, declarou Ciro Gomes em entrevista à Rádio Jovem Pan em junho de 2018. 

Ciro respondia à pergunta da jornalista sobre uma possível aliança entre o PDT e o DEM, e o candidato à Presidência respondeu atacando o vereador, que é negro. Na decisão, o juiz Domicio Whately Pacheco e Silva entendeu que houve discriminação racial e ainda o intuito de ofender a honra do vereador. 

“Além da discriminação racial, o intuito de ofender a honra do autor afigura-se ainda mais claro pela utilização do diminutivo: ‘capitãozinho’”, declarou o magistrado. 

O juiz anotou na sentença o fato de Ciro Gomes estar, na época, como pré-candidato à Presidência, “o que torna ainda mais nefasta sua conduta”, e declarou também que o valor estipulado de indenização não causará a ruína do político diante do valor de patrimônio declarado por ele ao Tribunal Superior Eleitoral.

Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não há comentários, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escreva um comentário
View comments

Escreva um comentário

Seu e-mail não será exibido.
Campos obrigatórios são marcados com*