Back to homepage

Manifesto Doutrinário

O PC defenderá a Democracia Cristã.

O povo brasileiro se pergunta o que está acontecendo com a nossa sociedade e anseia por ações políticas que se baseiem na transparência e na participação popular consistente. O Partido Cristão discorda de um sistema que facilita a corrupção, a impunidade, os desmandos administrativos e a malversação dos recursos públicos.

O cidadão brasileiro está sendo testemunha histórica da desmoralização da classe política que ora se instalou nas três esferas de poder e é vítima da má administração dos recursos públicos, que não proporciona infra-estrutura de transporte coletivo, educação de qualidade, bom atendimento de saúde, segurança, habitação, saneamento básico, entre outros.

O Partido Cristão (PC) propõe uma revisão dos valores éticos e morais da vida pública brasileira, baseando-se na “Declaração Universal dos Direitos Humanos”, adotada pela ONU (Organização das Nações Unidas), na resolução 217 A (III), de 10 de dezembro de 1948, e na Democracia Cristã, além de exigir Declaração de Bons Antecedentes.

Estamos presenciando a negligência ao compromisso assumido com a ONU, em promover o respeito aos Direitos Universais Humanos, que proclama, dentre os seus trinta artigos, os seguintes:

• Artigo 2º, item I:Todo ser humano tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidas nesta Declaração sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, nascimento ou qualquer outra condição.

• Artigo 3º:Todo ser humano tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.

• Artigo 16:A família é o núcleo natural e fundamental da sociedade e tem direito à proteção da sociedade e do Estado.

• Artigo 25, item I:Todo ser humano tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem-estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança, em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda de meios de subsistência em circunstâncias fora de seu controle.

• Artigo 29, item II:No exercício de seus direitos e liberdades, todo o ser humano estará sujeito apenas às limitações determinadas pela lei, exclusivamente com o fim de assegurar o devido reconhecimento e respeito dos direitos e liberdades de outrem e de satisfazer as justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar de uma sociedade democrática.

A Verdade norteará a consciência a ações de nossos membros, pois entendemos que uma sociedade será livre quando prevalecer a justiça. A vontade do povo será a base da autoridade do governo, consolidando-se, assim, a Democracia.

Acreditamos que a política seja um instrumento de promoção da paz, base fundamental para a construção de uma sociedade digna, justa e feliz. Defendemos e reconhecemos a família como eixo fundamental da sociedade, onde o indivíduo aprende valores e princípios que irão reger a sua vida e o seu caráter, tais como: afeto, respeito e solidariedade.

Propomos o Estado laico, tendo como referencial doutrinário os princípios da Democracia Cristã, que tal como o nome indica, é um pensamento, ideologia e movimento político que defende uma democracia baseada nos ensinamentos e princípios cristãos, tais como a ética, a moral, a igualdade de oportunidades, bem como a justiça, a solidariedade, a liberdade e a paz.

Ordem para o Brasil !

Progresso para o brasileiro!

Este é o nosso compromisso!

Saudações Democrata Cristãs!


Ronaldo Morenno
Presidente Nacional do Partido Cristão (PC)
www.partidocristao.com