Deputado federal “sai no braço” com vereador na Paraíba (Vídeo)

Deputado afirma ter sido agredido durante depoimento, já o vereador nega agressão e diz ter cumprido sua função parlamentar.

O depoimento do deputado federal André Amaral (MDB) na Câmara de Vereadores de Bayeux, Grande João Pessoa, foi interrompido após o parlamentar levantar da cadeira e agredir com socos o vereador Betinho da RS (Podemos), membro da comissão processante que pede a cassação do prefeito interino, Luiz Antônio (PSDB).

O procurador da câmara, o advogado Aécio Farias tentou controlar a situação e mesmo sem a presença do vereador, após a confusão, a sessão continuou e o deputado terminou o depoimento.

O deputado é uma das testemunhas de acusação e o depoimento dele estava marcado para a tarde desta quarta-feira (03) na sede da Câmara. Um vídeo divulgado em um aplicativo de troca de mensagens, mostra o momento em que o deputado se levanta e começa a agredir o vereador com socos. Segundo o deputado, em um áudio vazado, o prefeito interino teria dado ordens para que seus assessores o pressionassem.

Em vídeo publicado em suas redes sociais, o deputado André Amaral afirma que o vereador Betinho da RS vem “reiteradamente tentando desconstruir sua imagem” e que durante o depoimento teria dito que ele era um “deputado de meia tigela”. O deputado encerra o vídeo se referindo ao vereador como “capacho de prefeito” e dizendo que “não é de brigas, mas que defende sua honra”.

O vereador Betinho da RS deixou o plenário da câmara e foi para a delegacia prestar queixa por lesão corporal contra o deputado André Amaral. O vereador disse que “agiu como um parlamentar, membro da comissão processante, que estava fazendo apenas o que a função dele determinava”.

O vereador disse ainda que na sessão que acontece na manhã desta quinta-feira (04) na Câmara de Bayeux, vai pedir a anulação da audiência da tarde de hoje e do depoimento do deputado André Amaral.

O depoimento do prefeito interino, que é investigado por corrupção, também estava marcado para acontecer sessão de hoje, mas o prefeito informou que tinha se submetido a uma cirurgia de catarata pela manhã, e o depoimento dele foi adiado.

O prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio, assumiu a gestão do município após o prefeito Berg Lima (sem partido) ter sido afastado e preso, ao ser flagrado em vídeo pedindo pagamento de propina para empresário.